Quando falamos de tratamento cirúrgico, estamos falando da remoção de tecido doente, ou seja, Lipoaspiração.  


        A Lipoaspiração para o tratamento de Lipedema, pode ser tumescente ou com laser. E o que define o método a ser escolhido é o quadro de cada paciente, flacidez de pele e estágio da doença. Cabe ao cirurgião plástico definir a estratégia que melhor se encaixa à necessidade desse paciente. 

 

        O procedimento de Lipoaspiração Tumescente envolve injeção de uma solução nas áreas de depósitos de gordura excessivos. A injeção contém anestésico e adrenalina, que diminui os vasos capilares com o intuito de abrandar a perda de sangue. A Lipo a laser se faz necessária em casos em que a flacidez de pele acima do joelho é significativa, e com a aplicação do laser existe maior retação de pele e aderência do tecido no local. 
 

        A terapia por compressão e massagem podem ajudar no controle dos sintomas, mas infelizmente, o Lipedema não regride com mudanças na dieta ou exercícios. 

No procedimento cirúrgico, o volume a ser aspirado deve respeitar os limites de segurança para cada paciente. Entendemos que a Lipoaspiração deve ser realizada com toda a estrutura, por isso, é importante a realização de exames pré-operatórios específicos e que toda a equipe cirúrgica tenha experiência nesse procedimento. 
 
        E embora nosso foco seja o tratamento cirúrgico, acreditamos que para uma melhor resposta ao tratamento, este deve ser multidisciplinar com participação de Nutricionista, Psicólogo, Fisioterapeuta e equipe de Enfermagem com experiência no trato dessa doença.  

 

Antes

Depois

Antes

Depois

Todas as imagens foram devidamente cedidas pelas pacientes.

Dr. Fábio Kamamoto

Cirurgião Plástico

Associação Brasileira de Pacientes com Lipedema - ABRALI

Todos os direitos reservados. Março 2020