Lipedema é uma doença na qual há um distúrbio doloroso e desproporcional de gordura, levando a um quadro de inflamação crônica, é uma gordura localizado principalmente nos membros inferiores, no entanto não é o local exclusivo que a doença pode se instalar. Ela pode ou não estar acompanhado de edema ortostático. Afeta quase que exclusivamente as mulheres e até o momento não foram evidenciados nenhuma correlação racial ou étnica.  É uma doença caracterizada pelo aumento progressivo dos membros, com intensa sensibilidade dolorosa e um impacto psicológico intenso nas pacientes.

     A dificuldade do diagnóstico do lipedema se dá não só por ser uma doença com uma fisiopatologia desconhecida, ou seja, o motivo pelo qual se forma ou se mantém essa gordura, ainda é muito questionável e incerta, mas também devido à falta de disponibilidade de diagnóstico laboratorial ou genético, juntamente com a falta de familiaridade com os critérios clínicos. E desse forma se torna uma doença subdiagnosticada, pois muitos profissionais relacionam de forma errônea como obesidade, condições familiares ou linfedema.

      A epidemiologia da doença também é prejudicada, uma vez que as  estimativas de prevalência de lipedema baseiam-se em pacientes com clínica de linfedema, que contêm um subgrupo de pacientes que foram diagnosticadas com linfedema de maneira incorreta. Mas a literatura atual tem nos mostrado cada vez mais que há um alta prevalência de pacientes com lipedema no Brasil, podendo chegar há 11% da população feminina. Por ser uma doença pouco difundida, tanto entre os profissionais quanto na população em geral, o diagnóstico da doença muitas vezes não é realizado. Dessa forma, por vezes, as pacientes buscam incansavelmente soluções para os sintomas sem obtenção de sucesso. 

     O resultado, são pacientes desacreditados no meio profissional, questionando a si mesmos sobre o que de fato sentem e vêm, e recebendo tratamentos ineficazes pois não são direcionados a doença.

Se você faz parte desse grupo de pessoas, fique tranquilo, nós da ABRALI estamos aqui para te auxiliar oferecendo informações e respaldados por profissionais que entendem a doença e se dedicam a buscar resultados em seus pacientes. 

 

Equipe Multidiciplinar

O Lipedema exige uma linha de tratamento complexa que inclui a equipe multidiciplinar.

Tanto no tratamento conservador como o tratamento cirúrgico, o olhar integrativo de uma equipe capacitada faz-se necessário. Para prevenir e tratar os sintomas são necessários: Médico vascular, cirurgião plástico, fisioterapeuta, nutricionista e educador físico. 

Todos juntos em prol de um tratamento eficaz e seguro. 

Associação Brasileira de Pacientes com Lipedema - ABRALI

Todos os direitos reservados. Março 2020