A fisioterapia, em qualquer tipo de atendimento, sempre terá como objetivo melhorar a função e reestabelecer o paciente o mais rápido e da maneira mais eficaz possível.


        Nas pacientes com Lipedema não é diferente! Podemos atuar no tratamento conservador, pré e pós-operatório.  Em todos os momentos, o mais importante é estar ao lado da paciente, ouvindo, apoiando e decidindo em parceria os passos que serão traçados e aplicados no tratamento.

       

Para entender melhor como podemos atuar, dividiremos nossas ações nesses três momentos:

             conservador: neste momento, o foco é cuidar dos desconfortos circulatórios, ganhar ou manter a flexibilidade e força das áreas acometidas e traçar orientações que sejam pertinentes ao dia a dia da paciente. Podemos aplicar a Drenagem Linfática Manual, Orientar quanto ao Uso de Meias Compressivas, Elaborar um Programa de Alongamentos e Fortalecimentos com grau personalizado para cada paciente.

             pré-operatório: quando a decisão pela cirurgia é tomada, a fisioterapia pré-operatória entre em campo para preparar a pele, a circulação e condicionamento da paciente para o processo cirúrgico e, principalmente, para o pós-cirúrgico. Neste momento, a drenagem linfática manual se mantém, a hidratação do tecido é amplamente focada, os exercícios respiratórios são inseridos e o programa de alongamentos e fortalecimentos deve ser intensificado. Um dia antes da cirurgia, a drenagem linfática manual e o enfaixamento compressivo serão extremamente benéficos na melhora circulatória e hidratação celular para o procedimento cirúrgico.

             pós-operatório: agora é a hora de intensificarmos os cuidados para que o resultado do sonho tão esperado seja o melhor possível!

        Logo após a lipoaspiração, podemos intervir com a drenagem do terceiro espaço, ou seja, através de manobras sobre a pele hidratada, realizamos o estímulo para extravasamento do líquido excessivo que se mantém na paciente via fístulas mantidas abertas.

        Uma vez que a técnica tumescente é utilizada, será possível observar uma grande quantidade de líquido a ser retirado, isso porque para a remoção, de forma segura e com êxito, dos depósitos de gordura, com pouco desconforto, sem complicações e alcançando melhores resultados cosméticos é necessário injetar uma solução nas áreas a serem operadas contendo anestésico e adrenalina, que diminui os vasos capilares com o intuito de abrandar a perda de sangue.

        Após a realização da drenagem do terceiro espaço é de suma importância a contenção das áreas operadas, o que pode acontecer através de malha compressiva ou do enfaixamento compressivo (igual ao realizado no pré operatório).


        O taping linfático também é indicado neste momento e deve ser aplicado em áreas específicas após a avaliação criteriosa da fisioterapeuta. Nos dias subsequentes à cirurgia, média de 7 dias, a intervenção diária da fisioterapia é necessária para retirada do enfaixamento compressivo, drenagem do terceiro espaço nas áreas que mantiverem fístulas para extravasamento, drenagem linfática manual nas áreas que não possuírem abertura para saída do líquido, aplicação de terapia manual para prevenção e tratamento das áreas que apresentarem rigidez – e que podem futuramente apresentar formação de fibrose - , hidratação da pele para prevenção de lesões, novo enfaixamento compressivo ao término da aplicação das técnicas, orientações de exercícios metabólicos, assim como, respiratórios e de manutenção de condicionamento físico (ajustado para o período pós operatório).

Em média, após 10 dias da cirurgia, já é possível substituir o enfaixamento compressivo por uma malha compressiva, a qual trará maior independência e conforto à paciente.

        Neste momento, o tratamento fisioterapêutico poderá ser mais espaçado – de 2 a 3 vezes por semana - focando na drenagem linfática manual, terapia manual sobre os tecidos, uso ou não de taping linfático, aplicação de laser – caso necessário –, manutenção dos exercícios metabólicos, respiratórios e de condicionamento físico.

O mais importante é lembrar que o tratamento sempre será personalizado após uma criteriosa avaliação fisioterapêutica para que os objetivos sejam traçados de acordo as necessidades individuais de cada paciente.

Pâmela Bulgarelli       e        Diamani Caran   

Fisioterapeutas

Idealizadoras, Fundadoras e Diretoras da Inovar Saúde e Fisioterapia

Associação Brasileira de Pacientes com Lipedema - ABRALI

Todos os direitos reservados. Março 2020